maio 18, 2017

Opinião: Na Senda do Crime, Donna Leon

Título: Na Senda do Crime
Autor: Donna Leon
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722333160
Nº de Páginas: 216

Sinopse: Guido Brunetti, o sedutor detective criado por Donna Leon, volta a entrar em acção no palco da sua cidade, a mítica Veneza. Neste novo título, o suspense é intenso, desde o início, pela intervenção de Paola, a mulher que partilha a vida do commissario Brunetti. Tendo ela decidido agir «fora da lei» por uma questão de consciência, num protesto contra a promoção de excursões sexuais a países asiáticos, estabelece-se uma cumplicidade entre ambos, que irá comprometer a carreira do commissario. As coisas complicam-se quando um assalto e um assassínio levantam suspeitas de ligações à Máfia, colocando Brunetti sob grande pressão. Como em todos os livros desta série, a intriga policial extravasa o género para revelar de forma brilhante o interesse da autora nas causas profundas do crime e da corrupção que radicam na própria sociedade. É assim que Veneza, no seu esplendor ambíguo se torna quase uma personagem de direito próprio, enfeitiçando-nos com o seu lado sombrio, oculto.

     O comissário Guido Brunetti está numa posição difícil. O seu trabalho é defender a lei. No entanto, a sua esposa, a professora Paola Brunetti, quer parar uma agência de viagens que vende excursões sexuais para homens. Com a pressão adicional de resolver um assalto e assassinato com possíveis conexões com a máfia, Brunetti está preocupado tanto com o seu relacionamento, como com a sua esposa e a sua carreira.
     Os personagens são fantásticos. Aprecio o pragmatismo aparente de Brunetti e a compreensão de que o seu trabalho é defender a lei, mesmo que por vezes não pareça ser o caminho mais justo a seguir.
     Leon cria um rico senso de humor mas principalmente de lugar através de descrições sensoriais de visão, som e particularmente, cheiro.
     Um livro que começa sem um prólogo, mas com uma abertura inesperada e intrigante logo a capturar o nosso interesse. Apesar dos momentos de luz, Leon sempre nos lembra que este é um verdadeiro procedimento policial no qual há violência e tragédia.

Donna Leon é uma autora que dispensa apresentações. Muitas vezes comparada a Agatha Christie, consagrando-se como uma das melhores escritoras de romances policiais, com a série protagonizada pelo comissário Guido Brunetti. A escritora norte-americana tem vindo a destacar-se mundialmente como uma das mais importantes autoras do policial contemporâneo, sendo que, as suas obras se mantêm sucessivamente nas listas dos mais vendidos em todo o mundo. 

Sem comentários:

Enviar um comentário